Friday, May 18, 2007

RECUPERAR




Dedico este post à Ilda, que diz que tem uma fotografia...

Fugas no tempo e no espaço

Na minha vida, é uma táctica antiga, precisamente porque vem de muito longe este multiplicar-se das circunstâncias em que a distância, pela objectivação que permite, se revela a melhor arma da fidelidade.
Hoje vão apenas algumas imagens... a lembrar aquela outra fotografia que poderá reactivar a memória e as nascentes do estilo.

1 Comments:

Anonymous imarpascoal said...

Esteticamente a minha fotografia não é tão bonita, mas vale por aquilo que representa. Vejo-a sem a ver e ao dizer para dentro Combe-Boyer, uma mescla de odores, simultaneamente frescos e quentes, torna-se quase perceptível, juntando-se-lhe um "não sabes que é crime fotografar alguém sem a sua autorização?", acompanhado de um leve sorriso que desdizia, naquele contexto específico, o que as palavras afirmavam.
Não sei se interpretei bem, mas gostei das "nascentes do estilo".
Um abraço. Ilda

3:48 PM  

Post a Comment

<< Home