Thursday, September 17, 2009

REGRESSO


Na margem, para continuar
Foi uma ausência particularmente longa, que também deu para descanso dos que eventualmente visitam este blogue.
Para mim foram dias atribulados, ainda que sem nada que se pareça com aquele afundar-se de Simão Pedro, que quase se arrependeu de pedir ao Mestre que chamasse por ele.
Não, foram tribulações bem à minha medida, suficientes, no entanto, para experimentar a solidariedade dos amigos, que constitui o prolongamento carinhoso da misericórdia divina, à qual tive de recorrer em momentos de maior agitação das ondas.
Algumas vezes estive para desistir de lagumas batalhas, nomeadamente as que dependem tanto da informática.
Mas os dias em que fui forçado a gastar o tempo olhando para dentro de mim, fizeram-me ver melhor o que significa não morrer quando queremos.
Por isso aqui estou de novo.
Verdade se diga que o momento não é dos melhores: a gente traz a cabeça em água, afundando-se nas enxurradas quase mortíferas dos discursos eleitoralistas. Um complemento de força para resistir à tentação de entrar na liça. porque, a menos que aconteça algo de inesperado, há muito que o debate perdeu interesse.

2 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Pode crer que estes debatres políticos..não interessam a ninguém..o que não deixa de não ser pena !! E bom regresso...Ficamos à espera de mais novidades Guida

1:42 AM  
Blogger Ocean said...

Folgo em vê-lo de regresso ás lides bloguísticas: é sinal que a recuperação está a decorrer sem sobressaltos! Quanto ao nível do debate político actual, acho que a justificação é mesmo falta de respeito pelos eleitores e pela sua capacidade de discernimento...Misturam-se quezílias de comadres com insinuações ou ataque directo, garantindo com toda acerteza que os temas estruturantes não são falados...Que cansaço de "asfixia democrática" "escutas" "a outra senhora" e afins... Beijinho Joana ( a aguardar desenvolvimentos!)

3:46 AM  

Post a Comment

<< Home